Pirâmide do ECB/Grécia e outros

Neste link uma newsletter muito interessante da Maudin Economics. Particularmente interessante a explicação sobre o que Maudin (e outros) estão chamando de “esquema de Pirâmide” entre o ECB (European Central Bank) e os países europeus. Maudin toma como exemplo a Grécia. De maneira simplificada, funciona da seguinte maneira:

  • Para pagar o dinheiro que deve ao ECB, o governo da Grécia vende títulos (Treasury Bills), os quais são comprados, em sua maioria, por bancos domésticos gregos
  • Os bancos domésticos gregos recebem assistência emergencial de liquidez do Bank of Greece (BC grego), financiado pelo ECB, dando como colateral os títulos do governo grego
  • Com o dinheiro recebido, os bancos compram mais títulos do governo grego, que podem utilizar como colateral para emprestar mais dinheiro do ECB (através do Bank of Greece)

Ou seja, aparentemente os bancos domésticos da Grécia estão usando dinheiro do ECB para comprar títulos gregos, que servem de colateral para poderem continuar a tomar empréstimos do ECB. Ao mesmo tempo, o governo grego vende títulos para os bancos domésticos (financiados pelo ECB) para obter recursos e pagar o dinheiro que deve ao ECB.

Obviamente não é tão simples assim. Um esquema ajuda (clique para aumentar):

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leiam o texto, vale a pena.

 

Anúncios

Carteira de variância mínima – Out/12

Neste post, estou publicando a CVM para o mês de outubro de 2012 (isto é, obtida utilizando-se dados até setembro de 2012). As carteiras e os resultados ficarão na página Carteiras (menu do blog). A composição da CVM de outubro de 2012 é a seguinte:

Código  Ação Alocação Outubro 2012 Alocação Setembro 2012
AMBV4 AMBEV 15.89% 15.59%
TRPL4 TRAN PAULIST 8.35% 15.33%
ELPL4 ELETROPAULO 7.89% 6.82%
CPFE3 CPFL ENERGIA 7.79% 8.22%
CTIP3 CETIP 7.68% 7.76%
VIVT4 TELEF BRASIL 6.95% 5.71%
NATU3 NATURA 6.63% 5.12%
RDCD3 REDECARD 6.60% 4.99%
UGPA3 ULTRAPAR 6.42% 5.03%
DASA3 DASA 5.81% 6.83%
CIEL3 CIELO 5.32% 5.41%
LIGT3 LIGHT S/A 4.59% 5.15%
CCRO3 CCR SA 3.51% 3.86%
CPLE6 COPEL 2.91% 2.19%
OIBR3 OI 1.03% 1.21%
VALE5 VALE 0.79% 0.25%
CRUZ3 SOUZA CRUZ 0.76% 0.55%
ELET6 ELETROBRAS 0.48% 0.00%
PCAR4 P.ACUCAR-CBD 0.45% 0.00%
EMBR3 EMBRAER 0.17% 0.00%

 

 

Em comparação com a carteira de variância mínima de setembro de 2012, houve uma diminuição significante na alocação em TRPL4, explicada pela alta volatilidade recente no papel, e a inclusão de 3 novos papéis (porém com alocações muito baixas): ELET6 (Eletrobrás), PCAR4 (Pão de Açúcar) e EMBR3 (Embraer).

 
Do total de 69 ações do IBOVESPA, a CVM possui pesos significantes em apenas 20.  O beta desta carteira é de aproximadamente 0,33. A volatilidade (calculada com últimos 60 retornos diários na data base 31 de agosto 2012) da CVM é de aproximadamente 13% ao ano, enquanto a do IBOVESPA é da ordem de 25% ao ano.

 

Os gráficos abaixo apresentam uma comparação entre a composição do IBOVESPA e da CVM, com os nomes das 10 maiores posições.

 

 

 

 

 

 

 

Resultados da CVM em setembro de 2012

O gráfico abaixo apresenta o desempenho da CVM em setembro, comparado ao do IBOVESPA e do CDI. Devido à alocação grande no setor elétrico (especialmente TRPL4, que despencou), a CVM apresentou um resultado pior do que o IBOVESPA. A CVM teve um retorno de -1,98% no mês, enquanto o IBOVESPA teve um retorno de 3,71% e o CDI, de 0,57%.